segunda-feira, 26 de agosto de 2013

TEORIAS DA EDUCAÇÃO - DIFERENTES CORRENTES DO PENSAMENTO PEDAGÓGICO BRASILEIRO

A EDUCAÇÃO É UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DA PESSOA QUE SE APERFEIÇOA NA INTERAÇÃO SOCIAL, EVOLUINDO DE ACORDO COM A CULTURA DO MEIO, MODIFICANDO-A, CRIANDO-A E SUPERANDO-A PELO PROCESSO DE APRENDIZAGEM COM O TRABALHO, COM O LAZER, COM A LEITURA, ATRAVÉS DO ENSINO DA FAMÍLIA E NA ESCOLA, NAS CONVERSAS COM OS PARCEIROS, PELA OBSERVAÇÃO E PELA INVESTIGAÇÃO.

O PROCESSO DE ENSINO É UMA CRIAÇÃO MODERNA E CONTEMPORÂNEA DO QUE SE FAZIA NA TRIBO E NA ALDEIA. SUPÕE UMA ESPECIALIZAÇÃO PROGRESSISTA E FORMAL, CIENTÍFICA DO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM PARA MASSAS POPULACIONAIS. O ENSINO ENVOLVE COLABORADORES E ELABORADORES, INSTRUMENTOS E MATERIAIS, ESPAÇOS DE ORGANIZAÇÃO E CONCENTRAÇÃO COMO PROFESSORES, ESCOLAS, TECNOLOGIAS, SISTEMATIZAÇÃO, CONSTRUÇÃO E RE-CONSTRUÇÃO DE CURRÍCULOS E CONTEÚDOS, ESPECIALIZAÇÃO DE DISCIPLINAS, PARTICIPAÇÃO E INTERAÇÃO.

AS TEORIAS PROCURAM SISTEMATIZAR A AÇÃO E OCORRÊNCIA DA APRENDIZAGEM, COMPREENDENDO SEUS CAMINHOS E APERFEIÇOANDO SUAS TÉCNICAS.

AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO PODEM SER AGRUPADAS EM TRÊS GRANDES CORRENTES: COMPORTAMENTALISMO, COGNITIVISMO, HUMANISMO.

ESSES GRANDES EIXOS DAS TEORIAS DA EDUCAÇÃO SE SUBDIVIDEM EM TENDÊNCIAS QUE PRIORIZAM UM OU OUTRO ENFOQUE DA CORRENTE COM BASE NO DESENVOLVIMENTO, NA PSICOLOGIA, NO COMPORTAMENTO, NA REPRODUÇÃO, NA IMITAÇÃO, NA INTERAÇÃO, NA MATURAÇÃO, NA EXPERIÊNCIA, ETC.

ESSAS TEORIAS PARTEM DE PRESSUPOSTOS CIENTÍFICOS E DE TEORIAS DO CONHECIMENTO FORMULADAS A PARTIR DA FILOSOFIA, DA METAFÍSICA E DA CIÊNCIA E PROCURAM SUSTENTAR QUESTIONAMENTOS INSERIDOS EM FORMULAÇÕES SOBRE O QUÊ E COMO, POR QUE, SE OBJETIVO OU SUBJETIVO, NATURAL OU EVIDENTE E EM QUE CONTEXTO DA REALIDADE, DO QUE SE ESTÁ FALANDO, DE SABER QUE, DE SABER COMO? 

NA ÉPOCA MODERNA, ESSAS IDÉIAS SÃO AS SÍNTESES DO PENSAMENTO DE DESCARTES (1596-1650) E LOCKE (1632-1704). A EDUCAÇÃO DA VERDADE ABSOLUTA E A EDUCAÇÃO DA TÁBULA RASA, OU DA MENTE COMO UMA LOUSA EM BRANCO.

A CORRENTE DO COMPORTAMENTALISMO SE BASEIA NO ESTIMULO QUE É DADO AO SUJEITO E NA RESPOSTA QUE O SUJEITO DÁ AO ESTÍMULO, A PARTIR DESSE ASPECTO EXPERIMENTAL A TEORIA PROCURA EXPLICAR A APRENDIZAGEM QUE RESULTOU DESSE PROCESSO, QUE INFINITAMENTE REPRODUZIDO COMO MODELO CONSTANTE DESENCADEIA UMA EXPERIÊNCIA SATISFATÓRIA. OCORRE A APRENDIZAGEM QUANDO OCORRE UMA MUDANÇA DE COMPORTAMENTO.

AS TENDÊNCIAS PRINCIPAIS DO COMPORTAMENTALISMO SÃO A TEORIA DO REFLEXO (CONSISTE EM TESTAR NO SUJEITO UM CONDICIONAMENTO), TEORIA ASSOCIACIONISTA (CONSISTE EM TESTAR NO SUJEITO O ESTÍMULO, DESCARTANDO AS RESPOSTA INSATISFATÓRIA), O BEHAVIORISMO DE WATSON O FUNDADOR DA CORRENTE (CONSISTE EM TESTAR NO SUJEITO OS SABERES SUPOSTAMENTE HERDADOS COM O NASCIMENTO EM INTERAÇÃO COM O MEIO AMBIENTE EM OPOSIÇÃO OU INTERAÇÃO ATRAVÉS DE ESTÍMULOS E REAÇÕES, A CONDUTA – BEHAVIOR: EM INGLÊS) E O BEHAVIORISMO RADICAL DE SKINNER (CONSISTE EM TESTAR NO SUJEITO A MUDANÇA DE COMPORTAMENTO SUCESSIVAMENTE COM ESTÍMULOS À RESPOSTA QUE SE DESEJA ENCONTRAR).

A CORRENTE DO COGNITIVISMO – O ATO DE CONHECER – TEM COMO PRECURSOR JEAN PIAGET (1896-1980) E SE DESENVOLVE A PARTIR DE SEUS ESTUDOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO CONHECIMENTO NO SER HUMANO, NA CRIANÇA, NA INTERAÇÃO DO SUJEITO-OBJETO, SOBRE QUAIS OS MECANISMOS E ETAPAS QUE UMA PESSOA USA PARA ADQUIRIR CONHECIMENTO E TRANSFORMAR ESTRUTURAS MENTAIS INTERAGINDO COM O MEIO AMBIENTE E SE APERFEIÇOANDO INTERNAMENTE DE UMA FORMA ORGÂNICA E GENETICAMENTE COMPLEXA ATÉ A VIDA ADULTA, ASSIMILANDO E ACOMODANDO O CONHECIMENTO EM ESTRUTURAS INTELECTUAIS. PREVÊ, PORTANTO, ETAPAS, ESTÁGIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM ATRAVÉS DA MATURAÇÃO, EXPERIÊNCIA, INTERAÇÃO SOCIAL E EQUILIBRAÇÃO.

AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS DO COGNITIVISMO SÃO O CONSTRUTIVISMO (CONSISTE NA CONCLUSÃO DE QUE AS PESSOAS PENSAM DE FORMA DIFERENTE EM CADA ETAPA DA VIDA: COM O PENSAMENTO INTUITIVO, COM A ELABORAÇÃO DE OPERAÇÕES CONCRETAS, COM A ELABORAÇÃO DE OPERAÇÕES FORMAIS), INTERACIONISMO (CONSISTE NA COMPREENSÃO DE QUE A CULTURA É O ELO FUNDAMENTAL), E, APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA, CUJO REPRESENTANTE É O NORTE-AMERICANO DAVID AUSUBEL (1918-2008) E, (CONSISTE NA VALORIZAÇÃO DO ELEMENTO DA EXPERIÊNCIA DO INDIVIDUO), NA DISPOSIÇÃO DO ALUNO PARA APRENDER E NAQUILO QUE LHE É OFERTADO EM SALA DE AULA.

A TEORIA HUMANISTA DESENVOLVE-SE A PARTIR DE ESTUDOS DIVERSOS E DE PRESSUPOSTOS BÁSICOS PARA SUA ABORDAGEM, DE QUE O COMPORTAMENTO ADVÉM DA EXPERIÊNCIA SUBJETIVA DO INDIVIDUO, DE SEU PONTO DE VISTA FENOMENOLÓGICO E DE QUE NÃO É SIMPLESMENTE A RESPOSTA DE UM EVENTO ATUAL OU PRETÉRITO ONDE O ALUNO É O SUJEITO DO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM.


CARLS ROGERS (1902-1987), NOS ESTADOS UNIDOS COM SUA OBRA SOBRE A TERAPIA CENTRADA NO CLIENTE; LEV SEMENOVICH VYGOTSKY (1896-1934) NA RÚSSIA SOBRE A APRENDIZAGEM EM SALA DE AULA NA OBRA SOBRE A FORMAÇÃO SOCIAL DA MENTE; PAULO FREIRE (1921-1997) COM SUA OBRA SOBRE A PEDAGOGIA DO OPRIMIDO, ONDE O EDUCANDO CRIA SUA PRÓPRIA EDUCAÇÃO (CONSISTE NA PEDAGOGIA CRÍTICA DOS CONTEÚDOS, EM UMA ABORDAGEM DIALÉTICA DA PEDAGOGIA).

Um comentário: